terça-feira, 24 de novembro de 2009

DIALÓGOS DE UM FARAÓ XXX





--------------------------------------------------------------------------------

Amenemhat.: " Uma pergunta que sempre relutei em perguntar ao Sumo-Sacerdote, Amaryllis, mas com a sua autorização plena, me sinto a vontade de fazer.: Como foi que nós, realmente nascemos !?

AMADA AMARYLLIS.:" A criação de centelhas de vida é uma das forças ativas da Criação, do Logos Universal e obedece à necessidade de expansão do Bem. Este atributo da Força Criadora não tem limites e é esta peculiaridade da Força que a faz produzir infinitamente novas centelhas de vida . Quando você, Amenemhat, foi exalada do coração de Deus-Pais, você vivia na inocência e na santidade. Você sabia que a vida original estava à disposição, para qualquer uso que dela quisesse fazer. Você e todos os seres que assim nasceram , sentiram e pensaram "Eu sou'', ''Eu vivo'', tinham à disposição a selecionada, brilhante Vida Original que fluía à Chama Imortal de seu coração''.

Amenemhat.: "Após o nosso nascimento, permanecemos muito tempo assim?''

AMADA AMARYLLIS.:"Nascimento !? Você nunca nasceu, minha filha ! Você sempre, nós, sempre existimos, minha querida ! Nunca houve um tempo em que nós não existíamos ! Nós somos Deus voltando para Deus !

Amenemhat.: "Querida Mãe,eu sei da responsabilidade de receber de sua mãos estas instruções. (Não querendo parecer infantil) Diga-me mais, sobre onde nós ficamos quando nós nascemos !?

AMADA AMARYLLIS.:"Neste tempo, você permaneceu nas proximidades da esfera de seus Deus-Pais. Como já disse, na inocência, você permaneceu por muito tempo, criando por meio de sua vida original, tudo aquilo que estava ao alcance de sua consciência.
Amenemhat.: "E todos nós (Amenemhat se refere ao seu grupo de iniciados no Egito) nascemos do mesmo Deus-Pais ?"

AMADA AMARYLLIS.:"Não ! Eis porque te chamam filha dos Deuses ! Você e outros que você já sabe, são seres nascidos originalmente de outros Deus-Pais.

(A existência de outros seres Diretores e Pais de outros Sistemas Solares era conhecida somente esotericamente em face da ignorância espiritual da humanidade, mas hoje, entrando na realidade da 4 ª Dimensão seus nomes podem ser divulgados. Eles são OSIRIS E ISIS; APOLO E DIANA; KRISHNA E SOPHIA; HÉLIOS E VESTA (TERRA); HERCULES E AMAZON E AURORA E LUZ , OS NOMES DOS SERES QUE SÃO OS SÓIS QUE COMPÕEM O NOSSO UNIVERSO DO GRANDE SOL CENTRAL DE ALPHA E ÔMEGA).

AMADA AMARYLLIS.:"Os humanos terrestres têm como Deus-Pais, os Seres conhecidos por Hélios e Vesta. Mas há outros Deus-Pais na Galáxia. Também, pela Terra passam seres de diversos pontos da Galáxia.

Amenemhat.: "Como assim ?"

AMADA AMARYLLIS.:"A Terra é o quarto Planeta a partir de Hélios e Vesta (nosso Sol). Hélios e Vesta é o quarto Sol a partir de Alfa e Ômega. De Alfa e Ômega existem 7 sóis . Se são 7 Planetas que formam a cadeia que pertence a terra, a Terra, sendo o 4º Planeta está , de fato , no centro, tendo três planetas de cada lado. Você compreende ? Em bases espirituais, a Terra é um ponto focal onde forças centrípedas e centrífugas do Universo se encontram. Quando os seres, Amenemhat, iniciam sua jornada de autoconsciência por uma cadeia de planetas, é justamente no 4º planeta, no meio da jornada, que a transformação, a transmutação pode ocorrer, nem antes nem depois. Você realmente, compreende, o que estou dizendo , minha filha ?

Você percebe as implicações do fato da Terra ser o epicentro onde ocorre a possibilidade de transformação de todos os reinos ? Onde os trabalhadores da Luz começam realmente a compreender o infinito e se abrir para infinitas dimensões, infinitas esferas e infinitos níveis de consciência ?!


Amenemhat.: "Querida Amaryllis, porque tiveram os ''Santos Inocentes" que descer a um contato tão estreito com a matéria ? Não seria muito mais fácil evoluir junto à Essencia da Vida Superior, sem correr o risco deles se perderem num contato tão prolongado com a matéria ? Diga-me , minha mãe da Natureza, como entender tal necessidade ?''

AMADA AMARYLLIS.:"A centelha desce para realizar-se em Si Mesma como individualidade. A descida tem o objetivo de individualizar a centelha divina diversificada, dando consciencia própria. No processo de aquisição da consciência individual, há necessidade de começar a experiência do simples para o mais complexo.''

Amenemhat.: " Mas na matéria densa, a centelha que desce da Luz não se apaga ?"

AMADA AMARYLLIS.:"Não ! Ela, mesmo na forma densa permanece presente na ânsia de comunhão com o Eterno. Este anseio, que bate no seu peito, também se agita e intensifica em todos os seres que vão vencendo etapas espírituais. Eis a energia da Luz ! Ela é dotada da força de expansão, Amenemhat, e multiplica-se dentro do ser , não por causa de belas palavras, mas porque é uma lei. O Bem é uma Lei. A Luz é uma Verdade ! Na hibernação na matéria, a energia na reação ao meio ambiente, conquista sua individualidade, liberta-se, reconhece-se e valoriza-se como uma parte do Todo, reigressando-se voluntáriamente e conscientemente. Você compreende o que estou te falando, filha?

Amenemhat.: "Sim ! Quando criada , a centelha é apenas uma criação passiva e dessa forma, nascendo na matéria, ela, em vez de usufruir da harmonia, ela redescobre, capta e multiplica a energia com suas próprias forças. A centelha passa também a produzir energia, não é mesmo ?"

AMADA AMARYLLIS.:"Sim ! (E num tom mais sério ) Porém Amenemhat, a descoberta da energia divina é um momento grandioso pois desperta grandes poderes internos que poucos iniciados conseguem dominar antes de receberem a Coroa da Iniciação ! Quando o despertar da energia ocorre em seres presos, de alguma forma, à ilusão material , eles representam um grande perigo para todos os seres elementais, devas,anjos e para os humanos fragos em geral.(Amenemhat finge não escutar a advertência de Amaryllis pois sente um incômodo interno não sabendo como reagir ou a origem daquela estranha sensação e, então, pergunta)

Amenemhat.: " Querida Amaryllis, porque estou assim, de repente triste !?"

AMADA AMARYLLIS.:"E eis que aqui estou para te dizer , filha de Deuses, e te alertar com palavras que desejo fiquem profundamente firmes no seu coração''. Uma voz, um canto firme e doce, amoroso e severo, ecoou pelo bosque, entre as folhagens, sob as pedras e pelo vento. Vinda de todos os lugares, talvez até mesmo de dentro da alma de Amenemhat, dizendo:

"Volte, Volte para casa, Amenemhat!"

Amenemhat em prantos,tentava entender o que se passava. O que estava acontecendo afinal ? Que profunda dor era aquela que brotava de seu coração! Tentando se recompor, Amenemhat, diz a Amaryllis.:

Amenemhat.: "De certo foi apenas saudades de meu pai que sempre esteve do meu lado durante toda a minha iniciação e agora, quando sinto o peso da responsabilidade, de fato, tenho um grande medo. Querida Mãe, me ajude a lembrar, pois para isto vim aqui, para aprender e concluir minha Iniciação. Minhas lutas pessoais não devem perturbar a grandeza desse momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário